Bonete para sempre

0

Ilhabela tem muitos lugares especiais para visitar e a praia do Bonete certamente está no topo da lista. Mas além da praia paradisíaca e isolada, acessível somente por trilha ou por barco, existe uma comunidade engajada com a preservação da natureza e com a qualidade de vida de todos os que vivem ou visitam essa parte encantada da ilha.

O ecoturismo, atividade responsável por grande parte da visitação de Ilhabela, vive o dilema de desenvolver e incentivar o passeio ao Bonete com responsabilidade socioambiental, questão que muitas vezes divide opiniões sobre a melhor maneira de se executar obras.

A dificuldade de acesso ao Bonete (localizado bem ao sul) é uma história tão antiga quanto as lendas da ilha. Porém é uma realidade que conserva o aspecto de paraíso natural sob pena de muitas vezes isolar demais moradores e visitantes, que já se viram presos não apenas na praia mas também entre cachoeiras existentes na trilha de acesso, que aumentam muito de volume quando chove, assim como o mar fica inviável para navegação naquela região exposta à correntes e ventos que vêm de fora do canal de São Sebastião quando o tempo vira.

Com quase 12 quilômetros de extensão, a trilha por terra é, muitas vezes, o único meio de sair ou chegar ao Bonete. E a beleza exuberante do caminho já é por si só uma recompensa que também limita e filtra a visitação. A exuberância tropical, porém, mostra seu lado negro quando o tempo fica ruim. Por isso a construção de passarelas para facilitar os pontos críticos da trilha eram uma reinvidicação antiga dos ilhabelenses. Mas como as questões ambientais dessas obras foram muito controversas, apenas agora em 2016 os acessos estão finalmente ficando prontos, após mais de cinco anos do início de obras que sofreram embargo e foram peitadas pela união das comunidades caiçaras para que tudo fosse feito de maneira responsável e equilibrada, como Ilhabela merece.

A Revista Ilhabela mostra neste artigo mais fotos e informações sobre as novas passarelas da trilha do Bonete, com destaque para o trabalho incrível da Associação Bonete Sempre, um exemplo de como a união caiçara é forte e fundamental para a conservação da natureza e das raízes da vida na ilha, que já teve muito de sua mata devastada durante os anos de exploração com o plantio de café e cana, mantidos com mão de obra escrava até o final do século XIX. Quando a escravidão foi abolida e as fazendas pararam de produzir, a natureza se refez e hoje cerca de 80% da área total de Ilhabela é preservada.

Assim é Ilhabela, a maior ilha oceânica do Brasil, cheia de encantos e histórias que estão mais vivas do que nunca e que se renovam na busca pelo equilíbrio e qualidade de vida. Visite, preserve e compartilhe conosco suas histórias na ilha.

#ilhabelacomvc é mais legal!

Mais informações sobre a localização e acesso ao Bonete aqui.

E mais sobre as trilhas, cachoeiras e praias paradisíacas da Ilhabela aqui.

Passarela

Passarela nova na Cachoeira do Aerado (foto: Guilherme Andrade)

Compartilhe.

Sobre o autor

Paulista de nascimento, inquieta por vocação, escrevo sobre as coisas boas da vida: viajar, curtir a natureza, ouvir uma boa música e compartilhar os melhores momentos com as melhores pessoas.

Deixe um comentário